05/03/2020

Padrasto é acusado de abusar de enteada em Jaguariúna

Vítima afirma sofrer abuso desde os 12 anos

Mariana Avanzzi

Uma mulher de 27 anos acusou o padrasto de cárcere privado e estupro. Segundo a suposta vítima, ela foi mantida dentro de casa desde os 12 anos, só podia sair para ir a escola e sofria abuso sexual. O Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Jaguariúna nesta segunda-feira (2).

A moça teria conseguido fugir para a casa de parentes em outra cidade. De acordo com familiares, ela teme que o padrasto vá atrás dela. Ela ainda relata que o homem começou com os abusos quando ela tinha apenas 12 anos e que após ela crescer, ele não permitia que ela tivesse algum relacionamento. A mulher já teria tentado pedir ajuda para a mãe, mas nunca conseguiu fazer com que ela tomasse uma providência. A suposta vítima morava com o padrasto, a mãe e mais dois irmãos em Jaguariúna.

SSP

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o inquérito policial  foi encaminhado para a Delegacia de Monte Mor e foi registrado como estupro. A equipe seguirá em diligências para localizar o suspeito para que ele seja ouvido. Também foi expedida carta precatória para a oitiva da vítima e testemunhas, que residem em Jaguariúna. Laudos de IML foram solicitados e serão anexados ao IP assim que concluídos.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Jaguariunense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.